APICS-Supply-Chain-Management-Now

Air bags, importantes componentes dos sistemas de segurança automotivos, são a causa do maior recall de produtos ao consumidor da história dos EUA. De acordo com o Washington Post, quase 34 milhões de carros e caminhões em todo o país foram considerados defeituosos devido a air bags com problemas que, quando instalados, podem ejetar peças metálicas afiadas. Os air bags são produzidos pela fabricante de autopeças Takata, e estão relacionados a seis mortes e a mais de cem ferimentos.

“A previsão é que o esforço de recall nacional será um pesadelo logístico para a indústria automotiva, custando bilhões de dólares e, possivelmente, sobrecarregando fabricantes de automóveis, fornecedores de peças e revendedoras, que já têm dificuldade para encontrar uma quantidade suficiente de peças de reposição de segurança”, escreve Drew Harwell, do Washington Post’s.

O recall envolve modelos populares da BMW, Ford, Honda, Toyota e outras marcas. Enquanto os proprietários aguardam ser notificados se seus carros foram afetados, especialistas antecipam que podem ser necessários anos para que todos os carros alvos do recall recebam os reparos necessários, de acordo com o Washington Post.

Na terça-feira, a NHTSA (The National Highway Traffic Safety Administration) anunciou sua intenção de iniciar um processo formal para organizar e priorizar, sob a autoridade legal da agência, a substituição dos infladores defeituosos.

Anthony Foxx, secretário do Departamento de Transporte dos EUA, qualificou a situação como “provavelmente o recall de segurança do consumidor mais complexo da história dos EUA”. Somado a essa complexidade está o fato de que investigações da Takata, de fabricantes automotivos e pesquisadores independentes não foram capazes de indicar a causa definitiva das rupturas dos air bags. Por isso, legisladores estão pressionando a Takata e a NHTSA a expandir seus esforços de pesquisa.

A partir de fevereiro, a NHTSA começou a multar a Takata diariamente em US$ 14.000 por não cooperar com a investigação da agência. As multas, que atingiram cerca de US$ 1,2 milhão, foram suspensas na terça-feira, quando a Takata concordou com o recall nacional.

Embora o recall afete carros vendidos nos Estados Unidos, os materiais da Takata são produzidos em 56 fábricas localizadas em 20 países, segundo o Washington Post. Na melhor das hipóteses, a Takata poderia produzir milhões de novos air bags ao ano, mas não dezenas de milhões.

O artigo cita Karl Brauer, analista sênior na Kelley Blue Book: “Um recall dessas dimensões ilustra o potencial de pesadas despesas para fabricantes automotivos e de inconvenientes para o consumidor que uma peça defeituosa, produzida em massa, pode trazer". Ironicamente, o uso de peças comuns por diferentes mercados e fabricantes tem a finalidade de economizar dinheiro, ainda que um recall desse tamanho custe bilhões ao setor”.

Riscos e recompensas de fornecedores

Inicialmente, nesta semana, eu pretendia escrever sobre um recente estudo que destaca quanto dinheiro as relações fracas com fornecedores custam às empresas automotivas. Na segunda-feira, um artigo sobre o estudo apareceu no Wall Street Journal. Em vez disso, os anúncios da terça-feira trouxeram a necessidade que eu escrevesse sobre esse significativo recall, que continuarei destacando no Supply Chain Management Now à medida que houver novos desenvolvimentos. Ambas notícias enfocam os riscos e benefícios inerentes às relações com fornecedores. Como profissional neste campo, é essencial que você compreenda esse crítico ato de equilíbrio.

A APICS oferece valiosos recursos que ajudam profissionais da cadeia de suprimentos e gestão de operações a evitar, preparar-se e superar importantes eventos, como o recall automotivo anunciado na terça-feira. Em primeiro lugar, considere o Certificado APICS Risk Management Education (Formação APICS para Gestão de Riscos), que prepara os participantes para desenvolver uma estratégia global de mitigação de riscos. Além disso, neste ano, a APICS oferecerá um percurso de aprendizado sobre risco e resiliência na APICS 2015, de 5  7 de outubro de 2015 em Las Vegas, Nevada. Visite apics.org para obter mais informações sobre esses ou outros recursos da APICS. 

 

Agora em Português! Artigos semanais da APICS Supply Chain Management Now